Kotor: A encantadora cidade medieval de Montenegro

Localizada na baía de Kotorska e a 90 km de carro de Dubrovnik, Kotor é uma cidade de espírito jovem e ambiente descontraído que combina tradição e modernidade em sua arte e arquitetura. Com belezas naturais intactas e o efusivo abraço da muralha medieval de 4,5km que envolve a cidade, é uma ótima (e rápida) alternativa para quem está turistando pelos países dos Balcãs.

Cidade murada, kotorNo mochilão que fizemos pela Europa (aos poucos iremos publicando aqui nossos relatos), reservamos um dos cinco dias que passaríamos no sul da Croácia para conhecer Montenegro, mais precisamente a cidade de Kotor, antigo centro marítimo e cultural que ainda hoje carrega o destaque de possuir um dos melhores carnavais da Europa.

COMO CHEGAR

rota Dubrovink-kotor

Com o carro que havíamos alugado dias antes no aeroporto de Split (Croácia), de Dubrovnik a Kotor levamos aproximadamente 2h30min – isso parando para tirar fotos, alfândega, etc. As estradas são muito bem pavimentadas e sinalizadas e tão logo chegamos na cidade pudemos notar o quão verdadeiro eram os relatos das pessoas que estiveram por lá antes. Que cidade linda e que povo acolhedor!

PS: Não é necessário visto para entrar em Montenegro.

Bem vindo a kotor, montenegro

A CIDADE MURADA: o que fazer em um dia em kotor

1ª Parada: Conhecer a cidade velha que tanto nos havia encantado por fotos.

E foi amor à primeira vista! Com uma arquitetura medieval majestosamente preservada, a cidadela cercada por muros de 4,5 km de extensão e por vezes 20m de altura, concebida em formato triangular (são dois rios em suas laterais e as encostas escarpadas do Monte Sveti Ivan atrás) é extremamente cativante e bela.

Com suas ruelas emaranhadas e estreitas que formam uma espécie de labirinto harmônico, a singularidade de Kotor é transcrita no sinergismo que existe entre as casas históricas feitas de pedra, igrejas da era medieval, os palácios do século 17 e os restaurantes badalados, joalherias, cafés e lojas de renome internacional.

kotor, restaurante

cidade-murada-kotor-arquitetura-2O ponto alto de Kotor, definitivamente, não está nos prédios tombados pelo patrimônio público. A maioria, inclusive, estava fechado para visitação. Sem stress. A pequena cidade é tão aconchegante que o simples andar pelos becos observando as fachadas de pedra e a arquitetura medieval já é o suficiente para ter valido a pena o passeio.

ruelas kotor montenegro

Arquitetura da cidade murada kotor

2ª Parada (desafio): Percorrer a pé toda a extensão da muralha – quase 1400 degraus num percurso que leva aproximadamente 2h e que tem como destino final o forte Sveti Ivan de onde se tem uma vista ESPETACULAR da região!

Depois de uma perambulada rápida pelas ruelas da cidade decidimos que não era a hora de cansar caminhando, nem tampouco relaxar apreciando as belezas do local. Isso porque fomos abordados por um local que, vendo que nós éramos turistas, nos sugeriu que, 1º subíssemos a muralha (se assim quiséssemos) e depois conhecêssemos a antiga cidade fortificada.

Aceitamos a proposta e iniciamos o prazeroso, porém cansativo, percurso de mais de 2h margeando a Montanha pelas trilhas intramuros.

muralha kotor montenegro percurso pelas muralhas de kotorOlha a dica pessoal (não façam como a gente)! Protetor solar, roupas e tênis confortáveis, além de uma boa e velha garrafinha de água acompanhada de um biscoito ou algo assim são fundamentais! O terreno é bem irregular, não há muitas áreas de sombra e água no trajeto só pagando (2x mais do que na base da cidade, é claro).   kotor-montenegro-cidade-murada-3 kotor-montenegro-cidade-murada-5muralhas da cidade de kotor, montenegro

vista da cidade de kotor

arredores de Kotor, montenegro

Reparem a estrada que margeia o complexo murado. Bom para um “downhill” não é mesmo?!

Desafio cumprido, eis a conclusão: Vale cada degrau vencido! A vista da baía de Kotor e da cidade murada acalanta a alma e transmite uma sensação de paz indescritível. Sugiro, aliás, desligar por alguns minutos a câmera e os pensamentos para apenas contemplar a recompensa por ter superado o cansaço da subida.

vista da cidade murada de kotor

Vista da cidade de kotor3ª Parada: Almoçar num típico restaurante montenegrino

Não preciso nem dizer que voltamos da subida maravilhados… porém exaustos e famintos 🙂 !

Já passavam das 15h (o que não significa que isso seria um problema pois como uma típica cidade turística os restaurantes por lá funcionam até mais tarde) e tão logo chegamos na velha cidade pedimos uma sugestão numa lojinha de souveniers. Eles nos indicaram o KONOBA GIARDINO (konoba é o termo dado aos restaurantes administrados por famílias típicas da região e cuja gerência é passada de geração em geração) que no final nos chamou a atenção não só pela boa comida como também pelo ambiente asseado, familiar e pelo excelente atendimento.

konoba giardino restaurante kotor, montenegroO cardápio era bem variado e, como de praxe, pedimos aperitivos, bebidas e um prato típico da região.

ham kotor montenegro

O famoso presunto cru montenegrino

Peixe fresco assado em churrasqueira, cordeiro com vegetais, Pašticada (famoso prato típico local), salada de polvo e outras guloseimas são só alguns exemplos…Haja coração!

4ª Parada: Continuar o passeio pela cidade murada (por no máximo 2h)

Abastecidos, hora de “bater um pouquinho mais de pernas” pelas ruelas e labirintos da cidade. Vai por mim… Fazer isso em Kotor é viciante!

5ª Parada: Caminhar sem destino pela marina de Kotor

Marina em Kotor, montenegro muros que fortificam a cidadeA tranquilidade do local e o andar distraído pela marina superava qualquer cansaço ou dores nas pernas… A maresia suave e os rostos dourados refletindo a luz do sol de fim de tarde nos tentavam a permanecer na cidade até o anoitecer.

Tenho certeza que seria super agradável e não descarte essa possibilidade em seu roteiro. Porém na nossa programação ainda faltava uma última parada e, por sinal, já estávamos atrasados se quiséssemos cumpri-la!

6ª Parada: Visitar a ilha de Sveti Nikola em Budva

Esse era um ponto do roteiro que inicialmente não estava previsto e eu vou explicar o porquê. Na Croácia tínhamos ouvido falar de Budva, principal cidade de veraneio da costa montenegrina. Ouvimos falar também de num hotel badaladíssimo que ocupava toda a extensão de uma ilha e que, coincidentemente era nessa cidade.

Já havíamos ficado outros 4 dias em locais praianos e, a princípio, queríamos algo mais urbano em Montenegro… Maaaas, a curiosidade e o espírito praieiro falaram mais alto! Já era por volta das 17h… E daí?! Budva, aqui fomos nós!
budva montenegro

Budva é uma cidadezinha super charmosa, simpática e de ar boêmio… Suas praias são de uma areia grossa capaz de agradar até aos mais seletivos quando o assunto são praias. Local ideal para relaxar ao som das ondas acompanhado de uma boa taça de vinho branco. Destaque também para as massas, saladas e frutos do mar (a um preço bem mais em conta do que em Kotor ou Dubrovnik por exemplo). Dizem os mais poéticos que durante a alta temporada as noites longas regradas a música, drinks e dança fazem de Budva o palco perfeito para um “amor de verão” pois os corpos bronzeados atraídos pelo prazer da liberdade e do jogo da conquista transformam os ares da cidadela. Não é à toa que milhares de italianos e, sobretudo, montenegrinos fazem de Budva o destino perfeito para suas férias (os solteiros que o digam).

Quanto a praia de Sveti Stefan, uma ilha transformada num luxuoso hotel que hospeda famosos do mundo inteiro, só nos restou tirar algumas fotos 🙁 .

IMG-20150623-WA0014

A ilha é exclusiva para hóspedes e como nosso “bolso” não nos permitia sequer chegar no saguão do hotel o jeito foi suspirar, girar no sentido contrário e retornar… Chato né?!

Não tem problema não, se alguém por aí se hospedar na ilha conte-nos como foi ok?! 😉

No caminho de volta para Dubrovnik passamos novamente por Kotor e, maravilhados, constatamos que o espetáculo da cidade não se restringe apenas sob a luz do sol.

Kotor a noite

Como há séculos, as tochas que antes iluminavam os postos de observação da muralha foram substituídas pela eletricidade e o resultado é um espetáculo tão belo quanto os outros vistos ao longo desse dia na cidade sob a luz do sol.

EM RESUMO

Kotor tem beleza, uma história riquíssima e é altamente diversificada. Facilmente acessível a partir dos destinos turísticos mais populares das proximidades, eu diria em poucas palavras para vocês: Vale muito a pena tirar um dia para conhecer esse paraíso na Terra!

Segue o vídeo-relato do passeio que fizemos em Kotor. Espero que gostem!

Agora que você mochilou na web é hora de arrumar as malas e se programar para um dos próximos destinos: KOTOR!

Obrigado pelo carinho da leitura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *