10 coisas que aprendemos quando viajamos sozinho

Pergunte a qualquer pessoa que já tenha feito um mochilão sozinho se essa não foi uma das aventuras mais incríveis que eles já realizaram! Talvez seja difícil no começo, é verdade, da mesma forma que será mais simples para algumas pessoas do que para outras… O fato é que passar um tempo sozinho na estrada pode te proporcionar uma das experiências de viagem mais gratificantes que se pode ter! Permita-se cogitar essa possibilidade!

É hora de mochilar na web…

viajando sozinho

Não importa se se trata de uma viagem ao redor do mundo ou um simples passeio de fim de semana, aqui estão as dez coisas que todo mundo aprende enquanto viaja sozinho:

1. Você sempre volta para casa com um monte de novos amigos

Já reparou o quanto somos propensos a pedir informações para “uma” pessoa, ao invés de um grupo que esteja caminhando pelas ruas? Pessoas vistas sozinhas são mais acessíveis e os benefícios disto valem tanto para que outros viajantes se sintam mais confortáveis ao se aproximarem de você como também aumentam a chance de você abordar alguém na rua e desse encontro surgir um animado bate papo!

Numa viagem solitária, não tem coisa mais surpreendente que as pessoas que surgem no nosso caminho. Isso porque nestas condições estamos muito mais receptivos ao novo, principalmente se não tivermos o bom e velho amigo/esposa/namorado para bater aquela foto maneira ou alguém próximo para conversar entre uma cidade e outra… A ausência de conhecidos ao redor nos força a interagir com outras pessoas e a chance desse fruto germinar numa amizade é imensa já que ambos estarão ali vivendo aquele momento incrível de descoberta, encanto ou, porque não, aperto que todos estão passiveis de passar numa trip.

Amigos de viagem

2. Você pode se envolver com os habitantes locais num nível que só quem viaja sozinho consegue

Não é de hoje que o turismo da experiência, ou seja, aquele em que as pessoas querem ir a lugares que lhe transmitam novas sensações, novos aromas, novas excitações está em alta. E a melhor forma de conhecer pessoas e interagir com diferentes culturas é, definitivamente, estando sozinho. Fato. Isso porque você embarca na cultura local sem tantas amarras entende?

Seja tomando um café num restaurante, degustando algum tempero exótico numa feira livre ou num trem de passageiros, a partir de uma conversa sincera é possível – e não se assuste por isso – se ver convidado para um jantar em família. Quando o Turismo é planejado de forma a integrar a rotina e a cultura local, as pessoas que vivem na localidade sentem-se orgulhosas de poder mostrar suas origens e os elementos que constituíram essa comunidade. Há um comprometimento por parte da comunidade em fazer o melhor para que sua cidade seja admirada, em ser cordial, em saber informar, enfim, tudo o que diz respeito a tratar bem o turista que queira conhecer um pouco mais dos costumes de sua cidade.

Uma verdadeira experiência incrível e facilitada para os solitários viajantes.

3. Você é livre para se aventurar como quiser, e se sente incrível por isso

Não há necessidade de comprometer quando se viaja sozinho. Não há necessidade de apaziguar o lamentável desejo de um amigo para um hambúrguer com batatas fritas quando o que você mais quer é um prato típico da região, ou suas queixas incessantes sobre picadas de mosquito numa selva enquanto você torce para que aquele momento mágico de contato com a natureza passe bem devagarinho… Como um andarilho solitário você pode viajar para onde quiser, quando e como quiser – sem preocupações ou indulgências, de forma livre e serena.

contemplação de uma bela paisagem

4. Você ganha uma compreensão profunda dos destinos visitados

Estamos mais imersos ao entorno do local quando viajamos sozinhos. Uma maneira especial de perceber as peculiaridades únicas e de caráter muitas vezes sutil que torna o lugar tão exclusivo. Mas caminhar ao redor da mesma rua conversando com um velho amigo, em contrapartida, levará sua mente muitas vezes a estar imersa em outro local, quase sempre muito distante dali ou daquele momento.

contemplando a natureza

5. Há algo de libertador em viajar para um lugar onde ninguém sabe quem você é

Para alguns, viajar sozinho é como um novo começo, ou uma fuga temporária da vida que leva no dia a dia – casa-trabalho-escola-etc.  Isso não quer dizer que você se tornará uma pessoa diferente quando no exterior, absolutamente! Porém você perceberá o quanto que a terapia do anonimato mudou sua forma de pensar quando chegar a hora de voltar para casa.

Um na multidão

6. Ficar um tempo sozinho é saudável e raramente ficamos o suficiente

O tempo gasto sozinho e desconectado nos faz refletir sobre a vida que virá ao retornarmos para casa… Nossas experiências na estrada nos fazem mais fortes e nos auxiliam a compreender o sentido de nossa existência. Alguns desses pensamentos nem sempre são agradáveis de se lidar, mas o bom viajante solo sabe que mesmo a solidão é uma luta, às vezes uma das mais importantes na busca constante do melhoramento interior.

Viajando sozinho

7. A distância faz você apreciar as pessoas importantes em sua vida

A distância faz você apreciar mais as pessoas importantes da sua vida. Depois de ficar um tempo longe e sozinho, você saberá o verdadeiro significado da palavra ‘SAUDADE’ e, com toda certeza, mudará a forma como você administra seu tempo junto dos entes queridos.

saudade de alguém

8. A distância ensina que algumas pessoas que você achava que eram importantes, na verdade não são

A mesma distância também pode fazer você perceber que algumas pessoas não são tão importantes quanto você pensou que eram. Sejam elas uma má influência, um amor tóxico ou um amigo de tempos passados. É verdade que essa nem sempre é uma percepção bem-vinda mas, convenhamos, geralmente é melhor que seja assim.:|

Desconfiança em alguém

9. Quando você está só, se torna mais criativo

Quer se trate de um diário, desenho, filosofia de boteco ou um debate consigo mesmo sobre empreendimentos empresariais futuros, viajantes solitários geralmente são forçados a encontrar novas formas expressivas para divertir-se quando não há conversa (ou wi-fi).

Quem sabe num desses momentos de solidão você não encontra sua verdadeira vocação?

10. Às vezes é divertido fingir que você é o único turista no mundo

Vai me dizer que não é o que cada viajante solitário quer indo de forma secreta e audaciosa onde ninguém foi antes?

Mas vamos ser honestos por um segundo: muito raramente somos corajosos ou tão aventureiros como gostaríamos de nos imaginar.

Ainda assim, quando você é o único turista naquele ônibus que vai para lugar nenhum, há uma fantasia emocionante que passa em sua mente… De você assistir a um novo mundo passar pela janela… Um mundo que é só seu!

Definitivamente só os viajantes solitários sabem não só o quanto esse sentimento é viciante mas como te marcam para o resto de sua vida.

único no mundo

Agora que você mochilou na web,

segue um infográfico bem bacana que preparamos contendo alguns dados interessantes sobre a “ARTE DE VIAJAR SOLO”. Espero que gostem! :mrgreen:

infográfico-viajando sozinho

Clique no infográfico para ampliar…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *